Setor de cloro-álcalis reduz acidentes com transporte de produtos químicos em mais de 80%

O número de acidentes envolvendo caminhões que transportam produtos da indústria de cloro-álcalis caiu mais de 80%, na comparação com os resultados que eram obtidos em 2005, ano de início da série histórica e de um plano de ações da realizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor), em conjunto com as empresas associadas. Em 2021, o índice foi de 0,2 ocorrências a cada 10 mil viagens.

“Os produtores, distribuidores e transportadores de produtos de cloro-álcalis têm como desafio alcançar índices ainda menores de acidentes, aproximando-se cada vez mais do zero”, afirma Gilberto Marronato, consultor técnico da Abiclor.

Há 16 anos, quando a Associação adotou a forma de cálculo de ocorrências a cada 10 mil viagens, o resultado era superior a 1.  Desde então, a indústria de cloro-álcalis tem aprimorado os processos de gestão desde o transporte até a descarga do produto no destinatário, a fim de minimizar riscos no transporte de produtos químicos. 

As empresas associadas à Abiclor promovem campanhas de conscientização e treinamento de colaboradores para garantir a segurança no transporte. Além de capacitação e conscientização dos motoristas, há investimento em tecnologia de rotogramas falados e sistemas de rastreamento, além de empenho de recursos para manter a frota com idade média reduzida. “A segurança preventiva e conservação dos veículos é fundamental no transporte dos produtos do segmento cloro-álcalis”, acrescenta Marronato. 

A coordenação da Abiclor com as empresas transportadoras é uma ação contínua do eixo de Responsabilidade Social da Associação.