Setor de cloro-álcalis doa 222,5 kg de hipoclorito de sódio, 25 toneladas de álcool em gel, 5,7 milhões de cestas básicas, além de cilindros e concentradores de oxigênio para nove estados

Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe receberam doações de hipoclorito de sódio, água sanitária, álcool em gel, cilindros de oxigênio e concentradores de oxigênio para ajudar no combate ao coronavírus. O hipoclorito de sódio e a água sanitária são fundamentais para a desinfecção de locais públicos e privados que costumam ter maior circulação de pessoas como; ruas, praças, unidades de saúde, supermercados e bancos. Já os cilindros de oxigênio e concentradores de oxigênio auxiliam pacientes acometidos pelo vírus. 

Participaram da iniciativa Braskem, Chemtrade, Compass Minerals, Dow, Katrium e Unipar. As empresas doaram 222.549 kg de hipoclorito de sódio, o suficiente para a produção de 913.819 litros de água sanitária. Também foram doados 12 cilindros de oxigênio, 417 unidades de concentradores de oxigênio e 25 toneladas de álcool em gel. Além disso, as empresas associadas à Abiclor também fizeram doação de 5,7 milhões de cestas básicas para ajudar as famílias das comunidades onde as empresas atuam a sobreviver à pandemia. 

Para o diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor), Martim Afonso Penna, essa ação é uma ferramenta importante no combate a covid-19 e aos impactos negativos provocados pela crise sanitária no País. “A iniciativa das indústrias do setor de cloro-álcalis tem por objetivo diminuir os efeitos da pandemia do novo coronavírus, especialmente na área da saúde e segurança alimentar. Mais do que nunca precisamos nos unir e ajudar o poder público e as comunidades a enfrentar um dos momentos mais difíceis vividos pela humanidade”, afirma.