Unipar anuncia a construção de nova fábrica na Bahia

A Unipar vai construir uma nova fábrica na Região Nordeste do País, com capacidade instalada de cerca de 10 mil toneladas/ano de cloro. A empresa, associada da Abiclor, vai investir cerca de R$ 140 milhões na nova planta que será implementada no Polo Petroquímico de Camaçari (Bahia).

“Seguimos buscando oportunidades de crescimento em três eixos: expansão do negócio principal (cloro e derivados, soda cáustica e PVC); ampliação em negócios adjacentes e entrada em novos negócios na química básica e petroquímica”, conta Mauricio Russomanno, CEO da Unipar.

A empresa planeja começar as obras no segundo semestre deste ano e estima que a unidade produtiva estará pronta em até 24 meses. Após a implantação do projeto, a Unipar passará a contar com quatro plantas industriais: uma na Argentina e três no Brasil (duas em São Paulo e a nova unidade na Bahia).

Marco Legal do Saneamento Básico

O novo Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 14.026/2020) está provocando uma reestruturação dos setores produtivos ligados aos serviços de saneamento, desde a indústria de máquinas até a indústria química. Isso ocorre porque a meta de universalização do saneamento básico, até 2033, vai ampliar consideravelmente a demanda por equipamentos e produtos.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) elaborou estudo para quantificar a importância do setor químico neste cenário. Como exemplo, estima-se que serão necessários pelo menos 410 mil quilômetros de tubos (PVC, PEAD, concreto e ferro fundido), o equivalente a 64 vezes a extensão da costa brasileira.

O movimento da Unipar é consequência dessa expectativa, o que implica a ampliação da produção de cloro, químico presente em processos de tratamento de água e fabricação dos tubos de PVC, cujo peso é composto por 57% de cloro (Cl) e 43% de eteno (C2H4).

Os executivos da Unipar optaram pela construção de uma nova fábrica no Polo Petroquímico de Camaçari por terem prospectado informações sobre o potencial da região para o avanço do setor de saneamento básico nos próximos anos.