Lesões na natação podem ser evitadas com técnica

A prática da natação sempre foi recomendada pelos médicos e especialistas como uma atividade ideal para qualquer pessoa que queira manter uma rotina saudável. Os benefícios apontados são vários: baixo impacto, melhora na capacidade cardiorrespiratória, pernas definidas e braços fortes. No entanto, a natação, como qualquer atividade física ainda apresenta riscos. “É uma modalidade pouco lesiva, mas apresenta possíveis riscos quando há treinamento excessivo ou incompatível com o grau de condicionamento de quem pratica”, explica o fisiologista do exército Renato André Silva.

Os ombros costumam ser as principais vítimas de quem treina além da capacidade, pois acabam sendo sobrecarregados pela atividade. Para o treinador de natação André Berezowski, o truque é apostar na técnica. Os joelhos também costumam ser bem lesionados pelos praticantes quando a técnica dos nados não é feita corretamente. “Como não é um movimento muito natural para o corpo humano, o movimento que o joelho faz pode acarretar alguma lesão”, alerta Berezowski. O treinador recomenda que pessoas com problema na coluna ou doenças cardíacas só pratiquem o esporte após exames médicos.

Além disso, é necessário atenção dos nadadores com a manutenção da piscina onde treina. Excesso de cloro pode levar a irritações nos olhos, boca e nariz, e no contrário, uma piscina com pouca proteção contra bactérias pode transmitir infecções, como micoses e otite.

Fonte: Correio Braziliense, 07/04/2014