Fórum do Ministério da Infraestrutura debate temas para destravar o transporte rodoviário de cargas

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, no 35º Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Cargas 

O Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Cargas (Fórum TRC) teve mais uma etapa realizada pelo Ministério da Infraestrutura, nos dias 4 e 5 de dezembro, em Brasília. O fórum promove o diálogo entre o Governo Federal, embarcadores, empresas e transportadores autônomos. Ao longo do ano, foram trabalhados temas como: segurança nas rodovias, fiscalização, tributação, crédito e regulamentação do setor.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, falou sobre a importância do evento e a preocupação do Governo Federal em destravar os principais gargalos apresentados. “Tivemos um ano muito difícil, mas de muitos avanços. Com a retomada do fórum, conseguimos destravar algumas pautas, discutidas há vários anos, como por exemplo, a necessidade de tornar os pontos de parada efetivos”, enumerou. “Nos contratos de concessão deste ano e nos leilões de 2020 já existe a obrigatoriedade de a concessionária operar o posto de parada”, complementou. O ministro lembrou, ainda, que o Governo Federal está debruçado em criar ações e iniciativas que facilitem a vida do caminhoneiro.

O Governo Federal pretende publicar até 20 de janeiro a proposta da tabela e o piso mínimo do frete rodoviário atualizados. Para o secretário nacional de Transportes Terrestres (SNTT), Marcello Costa, esse é o grande avanço do ano debatido no fórum. “Fizemos várias reformulações na tabela, umas delas é que na resolução feita em julho tínhamos 5 tipos de categorias, agora, na nova proposta, serão 10 categorias para os tipos de carga a ser calculada. Essa evolução já foi inserida, com valores distintos e atualização dos valores do diesel. Temos até 20 de janeiro para publicar a próxima resolução, tendo por base o novo ciclo de atualização”, explicou o secretário.

Fonte: Abiquim Informa