Ministério da Infraestrutura apresenta estudos técnicos do Plano Nacional de Logística 2035

O Ministério da Infraestrutura realizou, no dia 20 de abril, webinar para apresentar os estudos técnicos sobre o novo Plano Nacional de Logística (PNL) 2035. O plano identifica as principais necessidades e oportunidades para os sistemas de transportes brasileiros e tem como objetivo indicar alternativas que propiciem, por exemplo, a redução de custos, melhore o nível de serviços para os usuários, busque o equilíbrio da matriz de transportes, aumente a eficiência do transporte de cargas do País e diminua a emissão de poluentes.

Com uma previsão de investimentos da ordem de R$ 480 bilhões até 2035, entre verbas públicas e parcerias privadas, o PNL estima em R$ 21,7 bilhões o montante a ser investido em cabotagem até 2035, além de um aumento de 13% no TKU (Toneladas por Quilômetro Útil) da cabotagem com a aprovação do programa BR do Mar.

Durante o webinar, o Ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, falou da importância do viés técnico do PNL, que apresenta uma abordagem multimodal do planejamento de transportes. Segundo o ministro, ao mapear o comportamento da economia e a sua relação com a oferta e demanda, o plano permite a identificação dos entraves na rede logística.

O diretor presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Arthur Lima, ressaltou que o PNL permite identificar necessidades e oportunidades para o desenvolvimento de uma rede de infraestrutura mais eficiente, segura e sustentável, de forma a incentivar a redução de custos e aumentar a acessibilidade de transportes e melhorar o nível de serviços para usuários. Ela disse ainda que os cenários apresentados no PNL são a base para construção dos Planos Setoriais, permitindo identificar os projetos que precisam ser estruturados via parceria do setor privado ou executado por meio do poder público.

O webinar ainda teve apresentações da secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério da Infraestrutura, Natália Marcassa, do diretor do Departamento de Política e Planejamento Integrado do Ministério da Infraestrutura, Tito Lívio; do coordenador de Planejamento na Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Rubem de Paula; do Coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento Logístico da EPL, Leandro Silva; e do coordenador de Portos da EPL, Tiago Baroni.

O gerente de Gestão Empresarial da Abiquim, Luiz Shizuo Harayashiki; e o assessor de Assuntos Técnicos, Rodrigo Falato, acompanharam o webinar. Desde 2016, a Abiquim possui um acordo de cooperação técnica com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que presta serviços ao governo federal, o que possibilitou ao setor químico contribuir para que os fluxos prioritários e gargalos do setor fossem observados na construção do planejamento da infraestrutura logística do País. 

Fonte: Abiquim Informa