Nadadora síria lança livro e inspira filme

A síria Yursa Mardini, 20, se tornou nadadora olímpica, durante a Olímpiada do Rio 2016. A história de Yursa  comoveu a todos. A jovem salvou a vida de 18 pessoas a bordo de um bote, que estava com problemas no motor, em meio ao mar Egeu. Yursa fez parte do primeiro time de refugiados, através convite do COI (Comitê Olímpico Internacional), com isso, conseguiu a oportunidade de disputar nas piscinas sua primeira olímpiada, e agora se prepara para a  sua segunda Olímpiada, em 2020.

A jovem síria que antes teve dúvida sobre a participação nas raias das Olímpiadas de 2016, hoje treina com afinco para garantir a vaga em 2020. Paralelamente aos treinos, ela ,vai lançar no começo de maio  um livro contando a sua história “Butterfly: From Refugee to Olympian, My Story of Rescue, Hope and Triumph”. Além do livro, a sua história de superação  inspirou um filme sobre a vida da nadadora olímpica que é refugiada.