Férias seguras

Férias de verão pedem piscina ou praia, mas que não pode ir para o litoral nessa época do ano pode curtir sua piscininha em casa, no clube ou no condomínio, como fazem as cerca de 3.500 crianças que moram em um conjunto de prédios na zona leste de São Paulo.  Para dar conta da segurança dos pequenos na água, a administração do condomínio de 6 mil moradores decidiu contratar um salva-vidas durante as férias. O salário dele é dividido entre os moradores e sai por menos de R$ 0,70 para cada apartamento por mês. “Quando não tem salva-vidas, a piscina fica fechada”, explicou a síndica, Fernanda Toledo Mantovan, em entrevista ao telejornal SPTV, da TV Globo. Saiba mais: http://migre.me/7p6yx.