Consumo de energia indica alta de 1,4% em janeiro

O consumo de energia elétrica no início de 2021 demonstrou sinais robustos de crescimento, mesmo quando comparado ao mesmo período do ano passado, quando o país não sentia ainda os impactos da pandemia de COVID-19,  informa a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Em janeiro, o indicador registrou alta de 1,4% em relação a 2020. 

A geração, com base nos dados prévios, também evoluiu, cerca de 1,9%, já considerando o volume de 871,22 MW médios de energia importada no período. 

O mercado livre, ambiente de livre negociação de preços e fornecedores de energia, teve uma alta de 9,1% do consumo na comparação anual, mantendo a trajetória de expansão registrada desde agosto de 2020. Enquanto isso, o Ambiente de Contratação Regulada – ACR, em que toda a compra e venda de energia passa pelas distribuidoras, reverteu o resultado de dezembro e teve queda de 1,9%.

Boa parte do resultado se deve à migração de consumidores que saíram do mercado regulado e passaram a adquirir seu fornecimento no Ambiente de Contratação Livre – ACL. Se fossem desconsideradas as migrações entre os ambientes entre janeiro de 2020 até janeiro deste ano, haveria uma neutralidade no consumo de energia para o mercado regulado, com 0,3% de aumento, e elevação de 4%, para o ACL

Os dados, ainda prévios, indicam que janeiro concentrou o maior volume de adesões ao mercado livre do que qualquer outro mês de 2020. Foram adicionadas 683 novas cargas especiais, a grande maioria de pequeno porte, com consumo de até 0,2 MW médios.

Fonte: CCEE