Você sabia que a falta de cloro na piscina produz cheiro forte?

É comum as pessoas dizerem que a piscina está com “cheiro forte de cloro”. Nada mais errado! O cloro dissolvido na água, nas concentrações usadas em piscina –  até 20ppm – não tem cheiro. O odor forte na piscina é resultado da reação do cloro com os compostos nitrogenados, como urina e suor dos banhistas.

Urina e suor liberam amônia na água, e a amônia reage com o cloro, formando cloroaminas.   Esta substância é que produz um cheiro  forte de cloro e causa irritação nos olhos e na pele. Quando a concentração de cloroaminas é muito alta, o único jeito de dar um tratamento de choque, ou seja, fazer a  hipercloração, de modo a aumentar o nível de cloro e quebrar as moléculas de cloramina.

  • A hipercloração age da seguinte maneira:
  • Elimina os microorganismos da água;
  • Oxida a matéria orgânica e os metais nela dissolvidos;
  • Inibe odores desagradáveis;
  • Previne a transmissão das mais diversas doenças infecciosas, tais como hepatite, otite, micoses, cólera, doenças venéreas etc.

O cloro é muito importante para a segurança dos banhistas no tratamento da água da piscina , especialmente em piscinas públicas. O nível residual do cloro considerado ideal para combater e prevenir eventuais contaminações da água da piscina é de 1ppm a 3ppm.

Fonte: Manual piscina sem lágrimas