Natação para todos: os benefícios do esporte para bebês e crianças

Praticar atividade física é um hábito essencial para todos. No caso dos pequenos, é possível iniciá-los no mundo do esporte com responsabilidade e paciência. A natação pode ser a oportunidade perfeita para isso, uma vez que permite a participação desde a mais tenra idade.

É recomendado que os bebês comecem a natação só a partir dos 6 meses, pois, nessa idade, já encerraram o primeiro ciclo de vacinação e estão menos sujeitos a infecções. Até 2 anos de vida, a criança pratica apenas atividades de recreação e o ideal é que haja o acompanhamento dos pais para que ela se sinta mais segura. Os exercícios são lúdicos e visam preparar os pequenos para as aulas futuras, sempre respeitando o ritmo de cada um. 

A natação para bebês traz inúmeros benefícios, como desenvolvimento de segurança na água e coordenação motora, fortalecimento de laços com os pais, melhoras no sono, na saúde cardíaca e respiratória e até mesmo aumento de apetite. No caso das crianças maiores, a atividade reforça o sistema imunológico, fortalece músculos, articulações e ossos, algo essencial durante a fase de crescimento, e, claro, combate o sedentarismo, obesidade e outras doenças.

Tanto na natação para bebês quanto na natação infantil, existem alguns cuidados primordiais. Caso a criança precise de fraldas, deve usar modelos especiais, que não inchem ou vazem na água. Além disso, a alimentação dos pequenos deve ocorrer pelo menos 1 hora antes do uso da piscina. Lembre-se que, antes de matricular seu filho em aulas de natação, é indicado consultar um pediatra para saber qual o momento e a forma certa de introduzi-lo ao esporte. 

Créditos: 4fit