Categoria: Economia sanitária

Saneamento básico universal também é desafio nos Estados Unidos

Estudos mapearam áreas com 2,2 milhão de pessoas sem acesso seguro à água; quase metade vive nas 50 maiores áreas metropolitanas do País Uma pesquisa conjunta da Universidade do Arizona (EUA) e do King’s College London (Reino Unido) promoveu uma investigação sobre acesso a água tratada e esgotamento sanitário nos Estados Unidos. “Sem água da […]
Leia Mais

Indústria química nacional é peça chave para o futuro do saneamento básico

Setor deve passar por um ciclo de aumento da demanda por produtos químicos e equipamentos necessários para a universalização dos serviços de saneamento até 2033 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) elaborou estudo para quantificar o volume de bens industriais necessários para que o Brasil possa cumprir as metas do Plano Nacional […]
Leia Mais

Dados do SNIS apontam poucos avanços

Compilando as informações de 2020, o Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento produziu uma referência estatística do saneamento básico, no Brasil, até a aprovação do novo marco legal do setor Em 2020, o Brasil perdeu quatro entre cada dez litros de água tratada, no caminho entre as ETA (Estações de Tratamento de Água) e o […]
Leia Mais

Falta de saneamento básico faz Brasil gastar R$ 108 milhões com hospitalizações

Internações por doenças causadas pela falta de saneamento se distribuem pelo território nacional, refletindo as condições sanitárias de cada região. Nota-se que a ausência dessa infraestrutura é mais evidente no Norte, onde somente 12% da população possui coleta de esgotos; na região foram 42,3 mil internações por doenças de veiculação hídrica. Em seguida, veio o Nordeste, onde somente 28% da população possui coleta de esgotos, e onde ocorreu o maior número de hospitalizações - 113,7 mil em 2019.
Leia Mais