Abiclor participa de debate sobre competitividade com ministro da Infraestrutura

O diretor-executivo da Abiclor, Martim Afonso Penna, participou na semana passada, dia 27, de um debate organizado pela Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Participaram do evento autoridades e lideranças empresariais de vários setores produtivos. Foram discutidos o projeto de lei de debêntures de infraestrutura, o novo Marco Legal do Transporte Ferroviário e a BR do Mar.

O ministro destacou que está otimista com o interesse dos investidores estrangeiros em participar do programa de concessões na área de infraestrutura ( rodovias, ferrovias, aeroportos, portos, saneamento, energia), citando a boa receptividade em um recente “road show” realizado nos EUA.

Segundo ele, o Brasil tem no momento o maior programa de infraestrutura do mundo baseado em investimento privado. Freitas disse que até as obras que estão em andamento serão percebidas com mais clareza a partir de 2024 e 2025. “Até o fim deste ano teremos R$ 100 bilhões em contratos”, disse o ministro.

Em dois anos, segundo ele, o ministério realizou 115 leilões e ainda há muito a ser feito. Nesta reta final do ano foi realizada a concessão da via Dutra, que arrecadou R$ 15 bilhões e ainda esta semana estão previstos mais dois leilões: de tecnologia 5G, nesta quinta-feira, 4, e o de terminais portuários, que inclui a logística do sal, amanhã, dia 5. No começo de dezembro, está previsto o leilão de terminais em Alagoas.

O trabalho que vem sendo realizado pelo ministério tem como um dos objetivos reduzir o Custo Brasil, estimado por ele em R$ 1,5 trilhões, com base em dados obtidos com diferentes fontes. Para dimensionar esse Custo Brasil, ele informou que está sendo feita uma parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).