Home / economia / Medalhistas da Olimpíada de Química são aprovados no MIT

Medalhistas da Olimpíada de Química são aprovados no MIT

Dois vencedores das Olimpíadas Internacional e Ibero-Americana de Química foram aprovados no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), um dos mais prestigiados centros de estudo e pesquisa em ciências, engenharia e tecnologia do mundo, nos EUA. O cearense Orisvaldo Salviano, 18 anos, e o paulista Vinicius Armelin, de 17, conquistaram em 2018 medalhas de ouro e bronze nos torneios internacionais, após uma bem-sucedida trajetória na etapa brasileira.

Segundo os estudantes, a   atuação nas Olimpíadas de Química foi essencial para a aprovação no MIT, que leva em consideração projetos acadêmicos e a  participação eventos estudantis internacionais. “A Olimpíada Brasileira de Química abriu as portas para o MIT e também para outros projetos, como dar aulas para ajudar estudantes a se preparem para as olimpíadas de química, física e matemática. A OBQ mostrou que é possível trilhar um caminho de sucesso”,  diz Orisvaldo, que desembarcará no  MIT em agosto, mas ainda não definiu a graduação que fará.

Vinicius, que pretende seguir carreira na área de engenharia química,  também parte em agosto para o MIT, mas durante esse primeiro semestre está cursando Química na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ele garantiu vaga na Unicamp por meio da cota para participantes em olimpíadas.  “As Olimpíadas de Química me proporcionaram mais aprendizado e me incentivaram a ir mais longe”, afirma.

Coordenador do Programa Olimpíada Nacional de Química, o professor Sergio Melo acompanhou todo o processo de desenvolvimento dos dois jovens.  “É gratificante  ver que o Programa ajuda os alunos na realização dos seus sonhos”, afirma. Ele destaca a importância da aprovação em universidades de primeira linha, um sinal de que o Programa está no caminho certo.

O Programa Nacional Olimpíadas de Química tem como um de seus primeiros patrocinadores a Associação Brasileira de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor) juntamente com o Conselho Regional de Química – 4a. Região.

Veja também

Produção de químicos de uso industrial é reduzida em quase 10% no mês de abril

De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), a produção de químicos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *