Home / economia / Indicadores apontam melhora da atividade econômica

Indicadores apontam melhora da atividade econômica

Após a queda do comércio e da indústria em setembro ter superado as previsões, dados como produção e comércio de veículos, fluxo nas estradas e expedição de papel ondulado indicam uma atividade econômica mais positiva no quarto trimestre, segundo o jornal Valor Econômico.  De acordo com a reportagem, esse é o quadro desenhado pelos indicadores coincidentes de outubro disponíveis até agora.

Pelos dados dessazonalizados de bancos e consultorias entrevistados pela reportagem do Valor, a produção de veículos cresceu, o que implica alta na atividade industrial do período. Enquanto a MCM Consultores vê crescimento de 0,7%, a LCA Consultores estima avanço de 1,5% sobre setembro, feito o ajuste sazonal.  As projeções são preliminares.  Segundo a Anfavea, a produção de veículos subiu 5,2% em outubro sobre outubro do ano passado e 17,8% em relação a setembro.

Já a expedição de caixas de papelão ondulado, outro indicador coincidente de atividade industrial, aumentou 1% em outubro, ante setembro (com ajuste sazonal), para 307,1 mil toneladas, o segundo maior volume da série histórica, de acordo com a Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO), apurou o Valor.

O fluxo de veículos pesados nas estradas teve um aumento tímido, de apenas 0,3% em outubro sobre setembro (com ajuste sazonal), enquanto o de veículos leves recuou 1,1% no período (após quatro altas consecutivas), levando o fluxo total a cair 0,7%, segundo a Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR).

No caso do comércio, os primeiros indicadores coincidentes (licenciamento e vendas de veículos, sondagens do comércio e do consumidor, índice do comércio do Serasa, consultas ao SCPC) sinalizam alta de 0,5% nas vendas no varejo restrito em outubro, segundo estimativa do Itaú Unibanco.

 

Fonte: Valor Econômico

Veja também

IBGE: Produção industrial recua em nove dos 15 locais pesquisados

A produção industrial recuou em nove dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *