Home / economia / Banco Mundial reduz para 1,2% previsão do PIB do Brasil

Banco Mundial reduz para 1,2% previsão do PIB do Brasil

O Banco Mundial reduziu pela metade a previsão de crescimento da economia brasileira para este ano. No relatório regional semianual “Sobre Incertezas e Cisnes Negros: Como Gerenciar Riscos na América Latina e Caribe”, divulgado na semana passada, a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,4% de 1,2%.  Para 2019, a estimativa de crescimento do PIB diminuiu de 2,5% para 2,2%.

No relatório, o Banco Mundial lembra que, no fim de junho, o Banco Central reduziu sua estimativa de crescimento em 2018 para 1,6% (a previsão anterior era de 2,6%), após a greve dos caminhoneiros que paralisou setores da economia. “A persistência de grandes e aparentemente intratáveis déficits fiscais, a falta de uma reforma previdenciária significativa e a crescente incerteza política sobre as eleições de outubro, em conjunto com a recente apreensão em mercados de capital internacional, colocaram em questão até mesmo esse crescimento modesto, com a previsão atual (do Banco Mundial) em 1,2% para 2018”, diz o relatório.

A revisão da estimativa para o Brasil, responsável por mais de um terço do PIB da América Latina, foi um dos motivos que determinaram a redução da expectativa de crescimento para a América Latina e Caribe. A previsão retraiu para 0,6% em 2018 e 1,6% em 2019. As previsões anteriores eram 1,8% neste ano, e 2,3% em 2019.

Além da desaceleração no Brasil, a estimativa para a região foi afetada pela instabilidade de mercado iniciada em abril na Argentina, pela deterioração continuada da situação na Venezuela, e uma piora do cenário internacional. Se fosse desconsiderada a Venezuela, o PIB da região cresceria 1,6% este ano e 2,1% em 2019.

 

Fonte: Agência Brasil

Veja também

Imprensa do Ceará destaca conquista de brasileiros na Olimpíada Ibero-americana de Química

A conquista de medalhas de ouro, prata e bronze pela equipe brasileira formada por três ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *