Home / economia / Reduzir perdas de água é desafio para municípios brasileiros

Reduzir perdas de água é desafio para municípios brasileiros

As perdas de água potável nos sistemas de distribuição, associadas em geral a vazamentos nas tubulações, erros de leitura e ligações clandestinas,  alcançaram 38% em 2016, o equivalente a quase 7 mil piscinas olímpicas cheias a cada dia – o equivalente a mais de R$ 10 bilhões por ano – segundo estudo divulgado recentemente pelo Instituto Trata Brasil.  Diminuir, portanto, o desperdício é extremamente importante para garantir o uso sustentável da água.  Para que os municípios reduzam as perdas de água é importante observar alguns pontos:

1 – Criar contratos com incentivos e foco na redução de perdas, como contratos de performance, parcerias-publica-privadas e parcerias público-público;

2 – Direcionar maior financiamento para ações dessa natureza. Há uma necessidade de aumentar o financiamento para programas de redução de perdas no âmbito federal;

3 – Gerenciamento do controle de perdas: implementação de planos de gestão de perdas baseados no conhecimento do sistema, indicadores de desempenho e metas preestabelecidas;

4 – Entender as dificuldades para a setorização dos sistemas de abastecimento, acompanhado de um plano de médio e  longo prazo com ações para o controle das perdas na distribuição;

5 – Aumentar o índice de hidrometração dos diversos sistemas e utilizar hidrômetros de maior precisão;

6 – Melhorar a macromedição nos sistemas de abastecimento de água para permitir uma melhor aferição dos indicadores de perdas;

7 – Criação e monitoramento de programas de redução de perdas sociais com a participação dos atores envolvidos;

8 – Replicar experiências exitosas de operadores públicos e privados nas regiões mais deficitárias, especialmente as Regiões Norte e Nordeste, onde se situam os maiores desafios.

 

Fonte: Trata Brasil

Veja também

Imprensa do Ceará destaca conquista de brasileiros na Olimpíada Ibero-americana de Química

A conquista de medalhas de ouro, prata e bronze pela equipe brasileira formada por três ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *