Home / Noticias / ANA estima em R$ 150 bi investimento mínimos para saneamento

ANA estima em R$ 150 bi investimento mínimos para saneamento

Em entrevista à Revista Brasil, na rádio EBC, a diretora da ANA (Agência Nacional de Águas), Gisela Forattini, fala sobre a importância de um saneamento bem planejado e distribuído para a saúde pública do País. Segundo ela, de toda a água tratada que circula pelo Brasil, cerca de 40% a 70% do total é perdido devido à falta de checagem das redes de distribuição em 5.570 cidades brasileiras.

De acordo com estimativas da ANA, a quantia necessária para ter uma estratégia de distribuição efetiva que sane todas as falhas gira em torno de R$ 150 bilhões. Esses investimentos podem ser ainda maiores se forem considerados os dados do Altas do Esgoto, lançado em novembro, que mostra que 45% da população não tem acesso à soluções de esgotamento adequadas, enquanto 70% não possui nem ao menos uma estação de tratamento de esgoto em sua região.

Na entrevista, a diretora da ANA, falou também sobre o 8º Fórum das Águas, que será realizado em Brasília, a partir de 18 de março. Essa é a primeira vez que a América Latina vai sediar esse evento vem para a América do Sul. Consumo consciente e racionamento, assim como outras questões, serão tratadas durante o Fórum.

Confira o áudio na íntegra aqui:

Fonte: Agência Brasil.

Veja também

Universalização do saneamento economizaria R$ 1,4 bi por ano

A universalização do saneamento básico no Brasil geraria uma economia anual de R$ 1,4 bilhão ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *