Home / economia / Produção de cloro cai 1,3% no ano até outubro

Produção de cloro cai 1,3% no ano até outubro

A produção brasileira de cloro de janeiro a outubro atingiu 977,5 mil toneladas, variação negativa de 1,3% em relação ao registrado em igual período de 2016, e a de soda cáustica foi de 1.074,5 mil toneladas, retração de 1,0% no mesmo período, informou a Associação Brasileira da Indústria de Cloro-Álcalis e Derivados (Abiclor).

Assim como ocorreu no mês anterior, em outubro houve parada técnica para manutenção em uma das unidades industriais do setor, afetando o nível de produção. Nos últimos dois meses do ano, a expectativa é que a indústria opere com maiores níveis de utilização de capacidade instalada. A taxa de utilização da capacidade instalada em outubro foi de 76,7%,ou seja, 1,2% menor do que igual período de 2016. “Neste ano, a produção deve se manter estável em relação a 2016, com possível leve variação positiva”, prevê o presidente da Abiclor, Alexandre de Castro.

As vendas internas de soda cáustica recuaram 2,8% no período, comparado com 2016. Já no caso do cloro, as vendas totais foram 6,5% menores do que no intervalo de janeiro a outubro de 2016.

Cloro, soda cáustica e seus derivados são utilizados em larga escala para a produção de diversos produtos de uso industrial. São matérias primas usadas para a produção de papel e celulose, alumínio, produtos químicos de uso industrial, indústria siderúrgica, produtos de higiene e limpeza, indústria farmacêutica, indústria automobilística, indústria têxtil, construção civil, alimentos e bebidas, tratamento de água e saneamento, entre outros.

Veja também

Eficiência energética desafia o setor industrial brasileiro

O número de empresas do setor industrial consideradas pouco eficientes no uso de energia cresceu ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *