Home / Sem categoria / FGV-Ibre: nível de utilização da capacidade da indústria atinge mínima história

FGV-Ibre: nível de utilização da capacidade da indústria atinge mínima história

Após subir 0,4 ponto em novembro, a confiança da indústria recuou 2,2 pontos em dezembro, mostra sondagem do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV). Com piora tanto da situação atual quanto das expectativas, o índice voltou aos 84,8 pontos, menor nível desde junho, informa reportagem do jornal Valor Econômico.

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria atingiu mínima histórica, de 73,9% na média do ano, 2,5 pontos porcentuais inferior ao nível registrado em 2015, que até então era o menor da série histórica, iniciada em 2001, e seis pontos abaixo da média histórica, de 80%.

Houve uma piora de percepção no nível de demanda, principal responsável pela queda de 2,2 pontos do Índice de Situação Atual (ISA), que atingiu 82,9 pontos, menor patamar também desde junho. O percentual de empresas que consideram hoje o nível de demanda forte diminuiu de 9% para 6% de novembro para dezembro e a proporção das que o consideram fraco cresceu de 35,5% para 36,1%.

Entre novembro e dezembro, o uso da capacidade do setor recuou de 74% para 72,5%, com retração em três das quatro categorias acompanhadas. A maior queda foi observada em bens de consumo não duráveis, de 78,7% para 74,1%, seguida por bens de capital, de 66,1% para 65,4%, e por bens intermediários, 74,6% para 74,2%.

A pesquisa de dezembro reiterou que o processo de ajuste de estoques que marcou o primeiro semestre da indústria foi interrompido nos últimos três meses deste ano.

Fonte: “Valor Econômico”

Veja também

Assista ao vídeo assinado pela Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *