Home / Noticias / Produção de cloro recua 6,7% e a de soda cai 7% de janeiro a agosto

Produção de cloro recua 6,7% e a de soda cai 7% de janeiro a agosto

 

De janeiro a agosto a produção de cloro recuou 6,7%, para 789,7 mil toneladas, na comparação com o mesmo período de 2015. Em relação à soda cáustica, a produção foi de 866,3 mil toneladas, o que representou uma redução de 7%, ante mesmo intervalo do ano anterior,  segundo a Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor).

A taxa de utilização da capacidade instalada foi de 77,5%, inferior ao mesmo período de 2015 em 7,1%.

As vendas internas de soda cáustica registraram queda de 8,1%  no período de janeiro a agosto, em relação ao mesmo período de 2015. Em relação ao cloro, as vendas foram 12,3% menores.

Quanto ao consumo aparente de soda cáustica no ano, até agosto, atingiu  1.408,0 mil toneladas,  ante igual período de 2015. Já o consumo aparente de cloro teve queda de 6,6% sobre o ano anterior, alcançando  793,3 mil toneladas.

A expectativa é de que o mercado ensaie uma retomada até o fim do ano e a taxa de utilização da capacidade instalada volte a mostrar recuperação. “Parece que o fundo do poço ficou para trás, mas está todo mundo cauteloso ainda”, afirma o presidente da Abiclor, Alexandre de Castro.  “Há certo otimismo atualmente em relação a 2017, mas não sei se converterá em números”, afirma.

Veja também

Abiclor participa da reunião da Câmara Ambiental da Indústria Química e Petroquímica da Cetesb

O diretor-executivo da Abiclor, Martim Afonso Penna, e o assessor, Nelson Felipe, além do consultor técnico, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *