Home / Noticias / Dia Mundial da Saúde: Saneamento básico para promoção à saúde

Dia Mundial da Saúde: Saneamento básico para promoção à saúde

No dia 7 de abril é comemorado o “Dia Mundial da Saúde”. Essa data tem o intuito de promover e conscientizar a população sobre a qualidade de vida.

Enfrentamos no Brasil todos os dias risco iminente de doenças, como por exemplo: H1N1, dengue, zika, chikungunya, mas não menos importante, doenças gastrointestinais causadas pela falta de saneamento básico.

De acordo com estudo do Trata Brasil, com dados de 2013 do Ministério da Saúde (DATASUS), foram notificadas mais de 340 mil internações por infecções gastrintestinais no país. Somente nas 100 maiores cidades este gasto foi de R$23 milhões, ou seja, 16,4% do total. O custo básico de uma internação por infecção gastrintestinal no Sistema Único de Saúde (SUS) foi de cerca de R$ 355,71 por paciente na média nacional, o que equivale em relação aos gastos do SUS com internações por diarreia foi de R$ 140 milhões.

Dados do estudo “Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento brasileiro”, em parceria com CEBDS, relata que 2.135 pessoas morreram no hospital por causa das infecções gastrintestinais. O relatório também alerta que se todos tivessem saneamento básico haveria redução de 329 mortes (15,5%).

Sabemos que a falta de saneamento básico é uma das principais formas de contágio dessas doenças, a partir do contato de água suja, esgoto a céu aberto e rios contaminados, as regiões mais afetadas pela carência são as regiões Norte e Nordeste, que apresentam taxas mais elevadas de internações por doenças gastrointestinais.

É importante que haja empenho por meio de prefeituras e governos para que a universalização do saneamento se torne cada vez mais efetiva para essas áreas, que com a implantação de serviços básicos a qualidade de vida é concreta, e mais importante que todos se conscientizem que saneamento não é apenas um pilar para tratamento de água e esgoto, mas também educação, trabalho e saúde.

Fonte: Instituto Trata Brasil 

Veja também

Abiclor participa da reunião da Câmara Ambiental da Indústria Química e Petroquímica da Cetesb

O diretor-executivo da Abiclor, Martim Afonso Penna, e o assessor, Nelson Felipe, além do consultor técnico, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *