Home / Noticias / Vacina contra a dengue pode estar disponível em 2018, diz ministro da Saúde

Vacina contra a dengue pode estar disponível em 2018, diz ministro da Saúde

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse nesta semana que a vacina contra a dengue pode estar disponível em 2018 no país, “se tudo der certo nas pesquisas que os cientistas estão fazendo”. Segundo ele, o governo aguarda o desenvolvimento de uma vacina que seja segura para a população. Chioro informou que o Instituto Butantã, em São Paulo, e a Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, são os dois polos brasileiros que estão investigando a vacina de maneira avançada.

“Não há expectativa imediata. E insisto, se tudo der certo nas pesquisas. Porque vacina contra doença viral e, no caso da dengue, contra quatro sorotipos diferentes, nós vamos ter que esperar um avanço e se conseguirmos [isso] não tenha dúvida de que o governo, o Ministério da Saúde vai trazer mais uma vacina para os brasileiros”, acrescentou.

Segundo o ministro, o Brasil conta com as 14 vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, e as vacinas contra o HPV, a hepatite A, a difteria e tétano acelular para gestantes foram as últimas a serem incorporadas ao calendário vacinal.

Fonte: EBC, 13/08/2015

Uso da água sanitária é estratégia na prevenção da dengue

O médico toxicologista Flavio Zambrone, consultor da Abiclor (Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados), explica que a água sanitária (hipoclorito de sódio diluído) é 100% eficaz na eliminação de larvas do Aedes Aegypti, como mostra estudo realizado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP), em parceria com a Abiclor.

Para evitar que a doença se espalhe confira algumas dicas práticas:

Adicione água sanitária na proporção de uma colher de sopa por litro de água, devendo ser usada em ralos e na rega das plantas, entre outras situações. Além de evitar a proliferação de mosquitos nos pratos das plantas, a ação garante que não ocorra contaminação da água acumulada nas folhas de bromélias, por exemplo. A mistura não fará mal às plantas e evitará o desenvolvimento do mosquito.

Coloque o equivalente a duas colheres de hipoclorito de sódio por litro de água no vaso sanitário, nos ralos do banheiro, cozinha e a área de serviço. Esse é um cuidado que se deve ter antes de viajar, quando a casa fica fechada por algum tempo.

Piscina. Como o mosquito da dengue gosta de água limpinha, é importante manter a piscina tratada, especialmente nesta época do ano em que ela é menos utilizada. Com o tempo, o cloro pode evaporar, e a piscina se tornar um foco da doença. Em alguns condomínios, é comum deixar a piscina coberta durante o inverno. Nesse caso, não deixe acumular água de chuva na lona de cobertura, pois pode ser um foco da dengue.

 

Veja também

Confiança da Indústria recua atinge em julho menor nível desde outubro de 2018

O Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getúlio Vargas, caiu 0,9 ponto ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *